SABRA

PROGRAMAÇÃO

22 AGO 19h

Cerimônia de abertura

-

miniauditório
Museu Oscar Niemeyer
Rua Mal. Hermes 999, Centro Cívico
Curitiba - PR

01 SET 11h

O Passado É Outro País - Gidi Gilam
Curadoria: Marina Ramos

período expositivo: 30 de agosto - 21 de outubro

-
Salão Brasil - Memorial de Curitiba
Rua Dr. Claudino dos Santos 79, São Francisco
Curitiba - PR

terça a sexta sábado
9h às 18h

domingo
9h às 15h

04 SET sempre às 19h (performance)

Night Pharmacy - Elinor Sahm e Michal Roth
Curadoria: Tali Kayam

período expositivo: 04 - 08 de setembro

-

FRESH SOMA - FRESH Live Market
Alameda Dr. Carlos de Carvalho 1652, Bigorrilho
Curitiba - PR

terça e quarta
11h às 23h

quinta a sábado
11h às 00h

domingo
11h às 22h

13 SET 19h

Nair Kremer e Dan Allon
Curadoria: Marina Ramos

período expositivo: 13 de setembro - 14 de outubro

-

Museu Guido Viaro
Rua XV de Novembro 1348, Centro
Curitiba - PR

terça a sábado

14h às 18h

15 SET 14h

Gio Soifer, Julia Wirsching & Gabriel Hensche e Maya Weishof
Curadoria: Marina Ramos

período expositivo: 11 de setembro - 02 de novembro

-

Centro de Arte Digital - MuMA
Av. Rep. Argentina 3.432, Portão
Curitiba - PR

terça a domingo
10h às 19h

15 SET 19h

Matéria da Memória - Guita Soifer e Inna Cymlich
Curadoria: Julie Dumont

período expositivo: 15 de setembro - 27 outubro

Daniel Katz

período expositivo: 15 de setembro - 27 outubro

-

SOMA Galeria
Rua Brigadeiro Franco 2137, Centro
Curitiba - PR

terça a sexta
10h às 19h

sábado
10h às 15h

16 SET 14h (performance)

Tal Rosen & Gili Inglis

-

Museu Oscar Niemeyer
Rua Mal. Hermes 999, Centro Cívico
Curitiba - PR

21 SET 20h (performance)

Eduardo Amato e Gili Inglis

-

P.Arte - Bicicletaria Cultural
Rua Pres. Faria 226, Centro
Curitiba - PR

R$10

22 SET 20h (performance)

Fronteiras Indigestas - Eduardo Amato, Tal Rosen & Maya Dikstein, Reut Frester e Yiftah Peled
Curadoria: Yiftah Peled

-

ContemporãoSP
Rua Joao Moura 1109, Pinheiros
São Paulo - SP


O FESTIVAL

SABRA é um festival de arte criado em 2018, que vai colocar Israel no circuito da arte contemporânea de Curitiba. Contará com obras de arte das principais galerias de Israel e com a participação de curadores especializados que farão uma seleção prévia das melhores obras para o festival. Em parceria com a Performance Art Platform Tel Aviv, Contemporão SP e P.Arte, o SABRA apresenta também um setor voltado especialmente a performances, que trará os artistas para Curitiba, junto ao Consulado Geral de Israel de São Paulo. Israel é o país homenageado, iniciativa do festival que contribui com a cooperação cultural entre o Brasil e Israel, que comemora 70 anos.

O festival nasce de um questionamento sobre a ligação entre a arte judaica e a israelense. Tentando concatenar todas as informações que se apresentam, apreender visualmente tudo e tentar catalogar essa distinção. Entender o que é feito em Israel e o que é feito para turistas. Em uma dessas buscas urgentes por elementos significativos do que possa ser uma arte israelense, encontro um Manual de Plantas da Terra de Israel, escrito por Oriya Feldman como um legado para o povo de Israel, em 1951 - três anos depois da sua criação. O problema a ser resolvido tomou sentido a partir desse vade mecum, que não trata da arte, mas trata da pulsão de uma recém-chegada nas terras onde se constituiu o Estado de Israel em catalogar os elementos ao seu redor, sob um ponto de vista científico. Quase setenta anos depois, parece essa pulsão ser a mesma que instiga esse projeto com curso inverso ao que foi inicialmente proposto.

SABRA is an art festival created in 2018 that will put Israel in the circuit of contemporary art in Curitiba. It will feature works from Israel's main galleries and with the participation of specialized curators whom will make a prior selection of the best works for the festival. In partnership with the Performance Art Platform Tel Aviv, Contemporão SP and P.Arte, SABRA also presents a section focused on performance, which will bring the artists to Curitiba, together with the Israel Consulate General in São Paulo. Israel is the honored country in initiative of the festival that contributes to the cultural cooperation between Brazil and Israel, which celebrates 70 years.

The festival is born from questioning the connection between Jewish and Israeli art. Trying to concatenate all the information that is presented, visually apprehend everything and try to catalog this distinction. Understanding what is done in Israel and what is done for tourists. In one of these urgent searches for significant elements of what might be an Israeli art, I find a Handbook of Plants of the Land of Israel written by Oriya Feldman as a legacy for the people of Israel in 1951 - three years after its creation. The problem to be solved made sense from this vade mecum, which does not deal with art, but deals with the drive of a newcomer in the lands where the State of Israel was constituted in cataloging the elements around it from a scientific point of view. Almost seventy years later, it seems that this drive is the same that instigates this project with a reversal of what was initially proposed.

Eduardo Amato
Diretor Geral do Festival Festival General Director


Sabra é uma fruta que tem origem de um cacto que se encontra principalmente na região do Oriente Médio. Embora seja espinhosa e de superfície dura, guarda um doce sabor em seu interior. Esse mesmo nome é dado a todos aqueles que nasceram no território de Israel - sejam eles judeus, cristãos ou muçulmanos. O título Sabra é uma metáfora ao contraste entre a aparência exterior e o íntimo da personalidade daqueles que cresceram em uma terra que abriga episódios conflituosos há milhares de anos. Foi necessário produzir resiliência e, ao mesmo tempo, sensibilidade para sobreviver em tais condições de coexistência conturbada. Desenvolver o “eu” e sua posição frente à sociedade, de certa maneira, provoca um constante trânsito entre o tato e o paladar no fruto - ou melhor, no indivíduo.

Ao propor o intercâmbio entre artistas israelenses e brasileiros, SABRA nasceu com a intenção em mostrar essas nuances que se manifestam no fazer artístico de cada participante. Pela proximidade e distância entre questões geográficas, ancestrais, dos eventos da memória, das culturas tradicionais ou de massa, do corpo, da religião - entre quaisquer coisas que escolham trazer à tona ou não - é possível reconhecer partilhas, trocas e correspondências quando produções tão plurais são colocadas em um mesmo circuito.

Além dessa fértil conexão, o Festival SABRA Brasil x Israel apresenta ao público brasileiro a produção de artistas inseridos em um pólo da arte ainda não conhecido amplamente em nosso meio e também destaca o trabalho de artistas expoentes na cena local. A visibilidade desses dois cenários se transformou em uma rico intercâmbio onde a arte foi o principal motivo e finalidade para este evento.

Sabra is a fruit originated from a cactus mainly found in the region of the Middle East. Despite being prickly and with a hard surface, it has a sweet taste. This same name is given to everyone born in the territory of Israel - such as Jewish, Christians or Muslims. The title “Sabra” is a metaphor for the contrast between the outer appearance and the personality traits of those who grew up in a land that has been in conflict for thousands of years. It was necessary to sustain resilience and at the same time sensitivity to survive in such conditions of troubled coexistence. Developing the self and its position toward society, in a certain way, provokes a constant journey between the touch and the palate in the fruit - or rather, in the individual.

When proposing the exchange between Israeli and Brazilian artists, SABRA is born with the intention to show these nuances that are manifested in the artistic work of each participant. By proximity and distance between the matters of geographical and/or ancestral issues, memory events, traditional or mass cultures, the body, religion - between anything they choose to bring about or not - it is possible to recognize sharing, trades and correspondances when such diverse productions are placed in the same circuit.

Outside of this fertile connection, the SABRA Brasil x Israel Festival presents to the Brazilian audiences the production of artists inserted in an art pole not yet widely known in our country and it also highlights the work of leading artists in the local scene. The visibility of these two scenarios has been transformed into a rich exchange where art is the main motive and purpose for this event.

Marina Ramos
Curadora Geral do Festival Festival General Curator